Tag

, , , , , , ,


Esperança

Speranza

Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano

Vive uma louca chamada Esperança

E ela pensa que quando todas as sirenas

Todas as buzinas

Todos os reco-recos tocarem

Atira-se

E

— ó delicioso vôo!

Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,

Outra vez criança…

E em torno dela indagará o povo:

— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?

E ela lhes dirá

(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)

Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:

— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA…

 

Dall’alto del decimosecondo piano dell’annoVive una pazza chiamata Speranza

Lei crede che quando tutte le sirene

Tutti i clacson

Tutti i reco-reco suoneranno

Si butterà

E

-oh delizioso volo!

Lei sarà trovata miracolosamente incolume sul marciapiede,

Un’altra volta bambina…

E attorno a noi si chiederà la gente:

_Come ti chiami, bambina degli occhi verdi?

E lei dirà loro

(Bisogna dirgli tutto ancora una volta!)

Lei dirà loro piano piano, per che non si dimentichino:

-Il mio nome è SPE-RAN-ZA…

Mario Quintana

Annunci